Domingo, 05 de Julho de 2020

Paixão Côrtes, um gaúcho que gineteou jacaré

Publicada em 24/06/20 as 17:59h - 26 visualizações

por Rádio Chimarrão


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Rádio Chimarrão)

Paixão Côrtes (1927-2018), ao lado de Barbosa Lessa (1929-2002), desenvolveu um notável trabalho de garimpagem folclórica junto ao autóctone homem do campo por perdidos rincões do Rio Grande do Sul ao longo de quase 50 anos. Esse trabalho resultou em inúmeras publicações e gravações de discos abordando costumes, as músicas e as danças do folclore gaúcho. Coletou e reconstituiu, em suas pesquisas, mais de 70 danças e recuperou informações sobre o rico vestuário da sociedade campeira da terra farroupilha. 

Reprodução / Arquivo Passoal
Paixão Côrtes com o seu primeiro LP, “Folclore do Pampa”, de 1962

A primeira gravação de Paixão Côrtes, ainda no período dos discos de 78 rpm (78 rotações), tinha a música Jacaré em um lado e Chotes Careirinho do outro. Isso aconteceu em 1957 e foi um grande sucesso, permanecendo, por alguns meses, entre os discos mais vendidos.

A imensa popularidade de Jacaré levou um consagrado cartunista do hoje extinto jornal Diário de Notícias, da Capital, a representar o folclorista numa ilustração em que ele aparece gineteando o animal que dá nome à canção. A charge foi reproduzida amplamente em revistas e periódicos no final da década de 1950.

Na contracapa do primeiro LP de Paixão Côrtes, Folclore do Pampa, de 1962, Bar




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Visitas: 58276   Usuários Online: 13

Nosso Whatsapp

 (54) 99106 1370

Copyright (c) 2020 - Rádio Chimarrão - Rádio Cimarrão - A Rádio de todos os Gaúchos - Todos os direitos reservados 2018/2019.